quarta-feira, 14 de março de 2012

Alimentos do mal


Muitas vezes nos entupimos de comidas pesadas, gordurosas ou que não possuam nutrientes necessários para nosso corpo.

Acredito que muito disso se deve a correria que vivemos, muitos compromissos, agendas lotadas, falta de tempo para poder escolher, apreciar e degustar alimentos mais saudáveis e corretos.

Tudo bem que nem tudo que é saudável é gostoso, admito, Mas muitas vezes também é só falta de hábito ou de aprender a preparar alimentos saudáveis, de uma forma mais gostosa.

Não estou dizendo que não como frituras ou fast food, mas acho que esse tipo de alimentos deve ser consumido com moderação. Para quem se empanturrou de porcarias no final de semana, vale a pena fazer uma desintoxicação. Leia mais sobre detox aqui.

Uma lista dos alimentos mais prejudicais para a saúde foi divulgada há pouco tempo na Veja e não foi nenhuma surpresa, já que lemos todos os dias sobre os efeitos do consumo exagerado desses alimentos no organismo ao longo dos anos. E o ranking foi:

- "Carne vermelha: é rica em gordura saturada, se consumida em excesso, a carne vermelha temo poder de alterar a flora do intestino, aumentando a permeabilidade das paredes dos órgãos e, como consequência, a absorção de substâncias tóxicas e estranhas ao organismo. 

- Bebidas alcoólicas: por ser um elemento tóxico ao organismo, o álcool sobrecarrega a função hepática. O fígado prioriza o metabolismo do álcool e deixa de processar agentes nocivos vindos de outras fontes. Além disso, a bebida também inflama e altera a permeabilidade da mucosa intestinal, reduzindo as defesas antioxidantes do organismo. 

- Frituras: além de terem ação semelhante à da carne vermelha no intestino, esses alimentos contêm acroleína, substância formada no processo de fritura - em especial nas frituras em imersão e prolongadas - que irrita a mucosa intestinal e tem potencial ação cancerígena.

- Alimentos processados e industrializados: aditivos presentes em alimentos prontos, como acidulantes, corantes, conservantes e estabilizantes, por serem artificiais, são estranhos ao nosso organismo. Se consumidos em excesso, o corpo não dá conta de eliminá-los totalmente.

- Sal: como o sal contém sódio, seu consumo abusivo - mais do que 5 gramas, ou uma colher de chá,  por dia - favorece a retenção hídrica. O excesso de água no organismo contribui não apenas para o aumento da pressão arterial como também dificulta a eliminação de agentes tóxicos pelas fezes, pela urina e pelo suor.

- Refrigerantes: além de ricas em açúcar, essas bebidas têm PH ácido e, nas versões à base de cola (minha preferida), contêm ácido fosfórico, substância que intoxica o corpo. Quando o refrigerante é consumido com moderação, o organismo tem condições de neutralizar a ação dos agentes tóxicos nele contidos. O problema surge do consumo excessivo, especialmente do ácido fosfórico, que pode levar à osteoporose.

- Embutidos: são extremamente nocivos se consumidos em excesso. Alimentos como a mortadela e o salame são ricos em gorduras, sódio e aditivos. Tais compostos não são bem digeridos pelo organismo e, acumulados, impedem a eliminação dos agentes tóxicos".

Nada melhor do que consumir com moderação. 

Quer saber sobre alimentos que geram benefícios para o corpo? aqui.

2 comentários:

Fê Dayrell disse...

Nane excelente post, parabéns.
Bjo

Doce Final Feliz disse...

é o medo!!! a 'porcaria' que comemos.. mas que sabe bem:S
bjus
Cila

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails